19/03/2019

Setur-SP trabalha reposicionamento do destino para crescer no Turismo

SÃO PAULO – Manter, incrementar e qualificar o turismo. Essa é a função da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo. Para isso, o órgão que recentemente ganhou nova gestão, com o ex ministro do Turismo, Vinicius Lummertz a frente da pasta, esta passando por um processo de gestão de marcas e de compreensão da lógica de atuação, afim de reposicionar o turismo de São Paulo no Brasil e no mundo.
 
Quando fomos convidados para trabalhar na secretaria de Turismo do Estado pelo atual Governador de São Paulo, João Doria, tratamos de compreender o espaço de atuação e o que a gente encontrou nos fez definir nossa lógica de atuação”, explicou Marcelo Costa, secretário executivo da Secretaria estadual de Turismo, ao falar sobre os desafios da nova gestão durante evento de capacitação que aconteceu nesta terça-feira (19), no Novotel São Paulo Jaraguá, localizado no centro da capital paulista.
 
Espera-se que o turismo internacional expanda nos próximos anos e a premissa é que a América do sul cresça acima da média mundial até 2022. “Estamos otimistas para fazer o turismo crescer. Nós prevemos que o cenário econômico se manterá neste governo, o câmbio e os juros também estarão sob controle e serão favoráveis a esse crescimento. São Paulo já recebe 50 milhões de turistas, mas podemos aumentar ainda mais esse número”, afirmou o secretário executivo.
 
Com uma marca específica para o turismo de São Paulo, a ideia é instigar os turistas a visitarem o destino por meio de uma promoção turística com comunicação integrada. “Com ações de publicidade, RP e com o as mídias digitais criaremos uma sinergia brutal para reposicionar a Setur de São Paulo”, complementou Marcelo Costa. Articular os atores do turismo, reunindo a Secretaria, o trade, hotéis e aéreas também fazem parte da estratégia da pasta.
 
Além disso, a Secretaria pretende trabalhar a conectividade aérea como por exemplo, a campanha de stopover, que envolverá quatro companhias aéreas nacionais e ofertará mais de 500 frequências para o interior do estado. “São Paulo não é só a capital. 50% da economia turística está aqui, mas os outros 50% se divide nas praias, parques temáticos, parques naturais, e nós pretendemos explorar ainda mais com campanhas de divulgações”, disse Costa.
 
O secretario executivo também classificou o Brasil como um “País de feiras”, já que o destino recebe mais de duas mil feiras e mais de 30 mil expositores por ano. Para ele, feiras mobilizam profissionais, geram empregos e ainda movimentam as empresas de receptivo, além de gerar impostos e receitas de 16,3 bilhões para o turismo e por esse motivo, devem e serão estimuladas pelo órgão.
 
Nos dias 2,3 e 4 de abril, a capital de São Paulo recebe a principal feira de turismo da América Latina, a WTM – LA, que será realizada em dois pavilhões no Expo Center Norte. Com objetivo de fazer a conectividade entre expositores e compradores nacionais e internacionais, a Reed Exhibitions traz a feira ao Brasil para sua sétima edição. “Nosso foco é o relacionamento e a geração de negócios. A feira acontece em São Paulo porque é o estado com melhor conexão de voo e presença de empresas importantes para o segmento”, afirmou Luciane Leite, diretora da WTM – LA. A diretora ainda apresentou os benefícios de ser um expositor, o mapa dos pavilhões, o perfil dos participantes e explicou a dinâmica da feira.
 
Vanilson Fickert, coordenador de Turismo de São Paulo, ainda apresentou as qualidades do destino e destacou informações importantes para os participantes da capacitação, sobre a atualização do mapa do turismo, realizada pelo Ministério do Turismo, que acontecerá esse ano.
 
Nesta quarta-feira (20), às 15h no Palácio dos Bandeirantes, 43 cidades do estado de São Paulo receberão certificação de MIT Municípios de Interesse Turístico. As cidades paulistas passam a ser classificadas nesta categoria como determina a Lei n° 16.938, de 2019. O evento contará com a presença do governador João Doria e secretários estaduais Marco Vinholi de Desenvolvimento Regional e Vinicius Lummertz, do Turismo.
 
Para finalizar o evento, Ana Cristina Clemente, assessora técnica da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, responsável por eventos, feiras e promoções ressaltou a importância da participação do destino nas feiras como forma de fomentar e promover o turismo de São Paulo e confirmou as próximas feiras já agendadas no calendário da secretaria, começando pela WTM – LA e seguindo com a Aviesp, que assim como a WTM, também acontece em abril e Avistar, que acontece em maio deste ano.
 
FONTE: PANROTAS