13/02/2019

São Paulo vê sustentabilidade como indutor do turismo no estado

A julgar a nomeação de Vinicius Lummertz como secretário Estadual de Turismo, São Paulo parece aposta forte no setor. O próprio líder da pasta diz que o objetivo é explorar não só a imagem de “capital dos negócios”, mas também outros segmentos. Dentro dessa estratégia, Lummertz diz que turismo, meio ambiente e sustentabilidade são parceiros indispensáveis para explorar o potencial turístico do estado.
 
Para o secretário, o turismo pode se tornar um indutor econômico nos municípios paulistas, gerando reconhecimento e receitas. Lummertz alerta, contudo, que a gestão dessas cidades precisa transformar o que é planejamento em objetivo para os próximos anos. Em evento recente, ele ressaltou que a proposta de levar São Paulo para o mundo passa por uma mudança de comportamento.
 
Nos territórios onde há parques ecológicos, por exemplo, os municípios devem trabalhar de forma regional, além de incentivar as pessoas a fazer parte do desenvolvimento econômico. É uma questão moral. Imoral é estas pessoas não participarem desse desenvolvimento por não haver comunicação com os gestores públicos”, comentou Lummertz, na ocasião.
 
O secretário destaca ainda que a pasta está passando por uma reformulação. O objetivo é transformá-la em uma referência de qualidade para o Brasil e o mundo. “O turismo do estado de São Paulo tem o maior potencial planetário”, avalia.
 
São Paulo: arregaçando as mangas
Uma das providências recentes da secretaria foi com os municípios que integram a Aprecesp (Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo). Para Lummertz, a soma de trabalho com efetivo marketing de promoção pode levar a ações das estâncias que incrementem o fluxo de turistas.
 
Há que se contar com uma regionalização organizada como a melhor resposta para o desenvolvimento destes destinos”, comenta Lummertz. Integram os associados da Aprecesp, municípios como Itanhaém, Ilhabela, Brotas, Holambra, Santa Fé do Sul, Águas de São Pedro, Morungaba, Cananeia, Socorro, Santo Antônio do Pinhal e Santa Rita do Passa Quatro.